Mapa

Voos para Budapeste

A bela Budapeste

 

Qualquer  que seja a sua motivação - quer seja pela arquitetura, pela história e cultura, a gastronomia, a animação noturna, ou mesmo pelos voos baratos - Budapeste merece a sua visita. Descubra, aqui, porque é que pode começar já a fazer as malas:

 

Uma cidade com história e com carisma

 

Com origem ainda nos tempos romanos, Budapeste atravessou períodos de guerra, ocupações e revoltas populares. Hoje, graças à rica herança arquitetónica, ao muitos museus, festivais, culinária, aos bons vinhos e as inigualáveis águas termais, é uma das mais bonitas e mais visitadas cidades do mundo. Atravessada pelo segundo maior rio da Europa - o Danúbio - Budapeste divide-se entre o lado mais comercial e moderno, de geografia plana, o lado de Peste; e Buda, um lado mais tranquilo, com muitas colinas e áreas verdes.

 

Com a sua beleza e carisma, Budapeste tem inspirado diversos visitantes e artistas. Por exemplo, o Danúbio, o mesmo rio que em 1867 já corria da Floresta Negra para o Mar Morto foi a fonte de inspiração do jovem músico austríaco Johann Strauss para criar uma valsa que apelidou de «Danúbio Azul» e que viria a tornar-se mundialmente reconhecida. Já agora, a propósito de obras de arte que de alguma forma estão relacionadas com a cidade, uma boa sugestão de leitura para a sua visita poderá ser «Budapeste», o romance escrito por Chico Buarque.

 

Mais duas boas razões para visitar Budapeste:

- A Hungria não aderiu ao Euro, a moeda utilizada é o Florim. Cada 1 euro equivale a 300 florins;

- Ao fim da tarde pode banhar-se em águas termais e nadar entre arcadas de edifícios seculares e, depois, mais tarde pode mergulhar nas célebres noites de Budapeste.

 

Dos monumentos aos banhos termais

 

O Parlamento é o cartão-postal da cidade e é o edifício mais visitado da Hungria. Mais de mil trabalhadores estiveram envolvidos na sua construção, que demorou dezassete anos até ficar completa. Diz-se que o custo da obra teria dado para erguer uma nova cidade.

 

Ainda em Peste, passeie e faça compras na Avenida Andrássy (Andrássy út) e na rua Váci (Váci utca), faça uma pausa para saborear um goulash (guisado de carne), experimente as cervejas artesanais e os vinhos da região vinícola de Tokaj, circule num dos mais antigos metros do mundo e visite o Gerbeaud House, o mais belo café de Budapeste fundado em 1858. Por esta altura já terá descoberto que a Hungria é uma espécie de paraíso para gulosos. Bolos, bolinhos, maçapão, puré de castanhas e strudel são apenas algumas das delícias disponíveis.

 

Na lista de lugares a visitar, inclua também o belíssimo mercado de Budapeste. Nas bancas pode encontrar desde paprica (muita paprica!), salame, cebolas e alhos, a toalhas de renda às cores e túnicas folclóricas com bordados.

 

Em Buda, visite o Castelo Real e aproveite a vista sobre a cidade. Pode também ver a Igreja de São Mateus, o Bastião dos Pescadores e a Basílica de Santo Estevão, onde está guardada a mão direita mumificada de Santo Estevão.

 

Ao fim de semana aproveite para fazer como os budapestenses e faça um piquenique nos bonitos jardins da Margitsziget ou ilha Margarida, situada entre as margens de Buda e Peste.

 

Finalmente, uma visita a Budapeste não está completa sem ir a um banho público. Siga viagem para as mais belas piscinas ao ar livre da cidade: Szecheny. Faça como os senhores de idade e jogue uma partida de xadrez dentro de água em tabuleiros de pedra, desfrute das diversas saunas a diferentes temperaturas e nade nas bonitas piscinas exteriores.

Tem flexibilidade no voo? Procure aeroportos próximos para poupar mais.

Aeroportos próximos de Budapeste