Mapa

Voos baratos para Nova Zelândia

Nova Zelândia

Vale a pena sobrevoar meio mundo para ir conhecer o país dos kiwis, também conhecido como “Godzone”. Natureza em estado bruto, um ecossistema único e paisagens magníficas de praia, montanha e floresta estão entre os muitos atrativos que vai encontrar na Nova Zelândia. Existem pontos onde provavelmente nunca terá tocado um pé humano e pode viajar quilómetros e quilómetros sem encontrar vivalma. São duas as principais ilhas que constituem o país (Ilha do Norte e Ilha do Sul) e ainda múltiplas ilhas mais pequenas. A língua mais falada é o inglês, trazido pelo colonizadores britânicos, mas também vai ter a possibilidade ouvir algumas línguas nativas, como o maori, por exemplo. Reconhece facilmente os nativos deste povo pelas tatuagens faciais. São também quem criou a famosa dança que a equipa de rugby neozelandesa executa antes dos jogos mais importantes.

 

Como ir

A maneira mais rápida, fácil e barata de chegar à Nova Zelândia é de avião. As tarifas mais altas verificam-se durante o verão neozelandês, entre dezembro e fevereiro. De junho a agosto é quando os voos estão mais baratos. Voe até um dos aeroportos internacionais de Auckland e Christchurch e desenhe o seu itinerário a partir daí.

 

O que fazer

Percorra uma das linhas de comboio mais emblemáticas do mundo inteiro, Taieri Gorge e descubra cenários espetaculares nas margens do rio Taieri, entre os quais paisagens de montanha de outra forma completamente inacessíveis. Para os apaixonados por atividades ligadas ao mar, este é um destino a ter em conta. Seja a observação de cetáceos, o mergulho ou o surf. Os amantes desta modalidade encontram aqui um local de peregrinação: o destino mais emblemático é Raglan, com ondas que não falham e um ambiente muito descontraído.

Deslize de toboggan pelas dunas da Ninety Mile Beach (que na realidade tem um areal com 90 quilómetros!). Para aqueles que gostam de sensações ainda mais radicais, sugerimos um salto de bungy jumping na ponte de Kawarau.

 

O que visitar

O ponto natural mais visitado localiza-se na Ilha do Sul. Chama-se Milford Sound e é o mais famoso dos quinze fiordes que compõem o Parque Nacional de Fiordland. Perca o fôlego a bordo de um cruzeiro... não se vai arrepender.  Não deixe ainda de explorar os glaciares.

Christchurch é considerada a cidade mais inglesa fora de Inglaterra. Foi fortemente abalada por um sismo em 2011 depois do qual teve que se reinventar. A capital também merece visita. Wellington é uma cidade costeira repleta de museus, cafés e bares elegantes que não vai querer deixar de conhecer.

Os parques naturais multiplicam-se e são também de paragem obrigatória. Tongariro, Abel Tasman, só para nomear alguns, oferecem paisagens espetaculares e diversas atividades, como escalada e kayak, por exemplo.

Os preços apresentados nesta página são apenas os preços estimados mais baixos. Encontrados nos últimos 45 dias.