Procurar

Partida

Passageiros

Classe Cabine

Voos baratos Nova Iorque

Nova Iorque, a Grande Maçã não é grande só no nome

Nova Iorque, a capital do estado americano com o mesmo nome, é uma das cidades mais populosas do mundo. A origem do nome pelo qual é conhecida, Big Apple, não é muito clara, mas o Big (grande) não causa dúvidas a ninguém. De facto, na cidade, tudo é grande. Os edifícios são grandes, as ruas são grandes, as lojas são grandes. Alguns factos curiosos revelam a sua dimensão, apelo e diversidade surpreendente:

1. O Central Park é maior do que o Mónaco.

2. Mais de 40 milhões de nacionais e estrangeiros visitam a cidade todos os anos.

3. O metro tem 468 estações e funciona 24h por dia porque «a cidade nunca dorme»

4. Lá existem mais de 45 mil restaurantes, cafés e diners (bares tipicamente americanos)

5. Aproximadamente 40% da sua população é de origem estrangeira

A cidade divide-se em cinco bairros ou distritos: Bronx, Staten Island, Brooklyn, Queens e Manhattan, cada um com um perfil demográfico e cultural diferente.

O Bronx, com cerca de 50% de população hispânica, seguido de população africana ou afro-americana (cerca de 30%), é o sítio onde nasceu o hip-hop e Staten Island é o menos populado e mais suburbano.

Brooklyn é o bairro mais populado e é famoso por ser onde se situa Coney Island, com os seus parques de diversões com montanhas-russas e rodas gigantes, e por ser uma zona balnear. Por ser muito acessível dos outros distritos, é uma das zonas de eleição para férias e fins de semana de descanso. Passeie pelo seu boardwalk («calçadão») onde existem lojas, restaurantes e bares, assim como muita animação de rua.

Queens, o maior em área, é o bairro com maior diversidade cultural, com mais de 50% da população a ser de origem estrangeira. Umas das maiores atrações da zona é o parque Flushing Meadows-Corona. Visite o estádio da equipa de basebol New York Mets e o Zoo de Queens, um zoo sem jaulas, casa de mais de 70 espécies nativas. Este bairro é um centro de cultura afro-americana, em particular do jazz, tendo sido residência de nomes como Louis Armstrong, Charlie Parker e Ella Fitzgerald. É lá que se situa Long Island, um centro florescente de arte, e o segundo depois de Manhattan.

E assim se chega a Manhattan, o mais pequeno em área, mas a jóia da coroa Nova Iorquina. O maior centro económico, artístico e cultural do País. Com os seus edifícios icónicos como o Empire State, o Chrysler e o Flatiron. Casa de alguns dos museus mais conhecidos do mundo: o Guggenheim, o Museum of Modern Art (MoMA) ou o Metropolitan Museum of Art. Local onde a Art Deco do Rockefeller Centre contrasta com a arquitetura Gótica da Catedral de São Patrício. Onde existe uma Little Italy e uma grande Chinatown. Casa dos musicais da Broadway e do Radio City Music Hall. Não deixe de ver Times Square, Madison Square Garden e a estação Grand Central.

Para o fim ficou o símbolo da cidade, a Lady Liberty, nome carinhoso pelo qual é conhecida a Estátua da Liberdade, o colosso de quase 100 metros de altura, plantado em pleno rio Hudson, e o símbolo do sonho americano, dos Estados Unidos como refúgio e terra de oportunidades para todos, e o melhor ponto para ver toda a cidade na sua grandeza.

mais

Os voos mais baratos para Nova Iorque de...

 Nova Iorque Oportunidades

Hotéis em Nova Iorque

 Procura uma alternativa nas proximidades?

Google map

 Mais pesquisados do Skyscanner...

a partir de 432 € ida e volta

Imagens por Flickr/S J Pinkney

fechar